Homem é condenado por atirar ácido sulfúrico contra cinco pessoas em Porto Alegre

  • 13/05/2022
(Foto: Reprodução)
Wanderlei da Silva Camargo Júnior foi condenado a 12 anos e um mês de prisão, mas poderá recorrer em liberdade. Defesa afirma que não foi intimada da decisão. Crimes ocorreram em junho de 2019. Homem, que chegou a ficar cerca de cinco meses presos, poderá recorrer em liberdade Divulgação/Polícia Civil Foi condenado a 12 anos e um mês de prisão por lesão corporal o homem acusado de jogar ácido sulfúrico contra pedestres em Porto Alegre em junho de 2019. Wanderlei da Silva Camargo Júnior, contudo, poderá recorrer em liberdade. O advogado do réu, Wellington Alves Ribeiro, diz "que tomou conhecimento da sentença condenatória através da imprensa, sendo que até presente momento não foi intimado". A defesa "vê com irresignação a notícia da condenação em patamar tão elevado e que após tomar ciência irá recorrer da decisão". 'Achei que tinha caído meu rosto', diz vítima de ataque O réu chegou a ser preso preventivamente em outubro de 2019, mas acabou solto na condicional em março de 2020. A sentença foi proferida pela juíza Gabriela Irigon Pereira, da 11ª Vara Criminal do Foro Central, na quinta-feira (12) e divulgada nesta sexta (13). Além dos crimes de lesão corporal, Wanderlei da Silva Camargo Júnior foi condenado por ameaça e adulteração de sinal de identificação do veículo utilizado nos ataques. Homem premeditou ataques com ácido, segundo polícia Substância usada em ataques era ácido sulfúrico Interrogado, o réu admitiu dois dos ataques, a alteração da identificação do veículo e a ameaça. O homem afirmou ter jogado o ácido nas pessoas a fim de confirmar as mensagens de cartazes que ele próprio afixara na rua alertando sobre possíveis ataques a fim de assustar a ex-companheira. A juíza considerou "suficientemente comprovada a materialidade dos delitos em análise, e também a sua autoria que recai induvidosamente sobre o ora acusado quanto a todos os fatos, apesar da sua negativa quanto três deles". Além da pena de prisão, o homem foi condenado a reparar financeiramente prejuízos de três dos agredidos em razão de despesas médicas. As demais pessoas atacadas não apresentaram comprovantes de despesas. Material foi apreendido na casa e na empresa do suspeito; polícia acredita que tubo azul contém o ácido utilizado nos ataque Giulia Perachi/RBS TV Relembre o caso Os crimes aconteceram em junho de 2019 em Porto Alegre. Segundo o processo judicial, o homem havia furtado placas de um carro em Sapucaia do Sul, na Região Metropolitana, e as colocado em seu próprio veículo. O primeiro ataque ocorreu no dia 19 de junho de 2019, no bairro Nonoai. O homem estava em uma bicicleta e "perseguiu a vítima, que caminhava em via pública", afirma a denúncia. Com uma garrafa pet nas mãos, o condenado teria dito "olha a água" e jogado o ácido no rosto de uma mulher de 27 anos na época. "Quando eu olhei meu casaco eu me desesperei, já achei que tinha caído meu rosto, já tinha me queimado, feito buraco", disse ao g1 na ocasião. A jovem disse em depoimento que ficou afastada do trabalho por três meses em razão das lesões. Bruna Machado Maia estava próximo de casa quando foi atacada pelo homem Arquivo pessoal Os outros quatro ataques, de acordo com a denúncia, ocorreram dois dias depois nos bairros Aberta dos Morros e Nonoai. O homem estava no carro com as placas adulteradas e teria jogado, conforme a acusação, ácido em quatro pessoas. Todas elas foram ouvidas pela Justiça e identificaram o carro do acusado. "Eu só senti a dor e não sabia o que tinha acontecido", disse uma das pessoas atacadas em depoimento. Uma sexta pessoa teria sido ameaçada pelo homem. "Tinham largado uma carta na minha casa, mandando eu jogar ácido em dois locais, um dos locais era próximo à escola da minha filha então isso me assustou bastante", disse em depoimento. Vítima sofreu queimaduras em parte do rosto e pescoço após ataque com líquido corrosivo em Porto Alegre Arquivo pessoal VÍDEOS: Tudo sobre o RS

FONTE: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2022/05/13/homem-e-condenado-por-atirar-acido-sulfurico-contra-cinco-pessoas-em-porto-alegre.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Top 5

top1
1. Só Uma Lajota

Jorge Strapasson

top2
2. Do Fundo da Grota

Baitaca

top3
3. André Renner e Banda Ébanos

O Telefone Chora

top4
4. Rio Azul

Os Atuais

top5
5. A Moça do Supermercado

Rainha Músical

Anunciantes